quarta-feira, 7 de novembro de 2007

Será que posso mesmo dizer exatamente o que penso? Mesmo com todo o cuidado, eufemismo, rodeios e bondade, eu tenho completa certeza que ninguém estaria apto para agüentar.

A realidade é que as pessoas suplicam tanto pela verdade e sinceridade, mas não conseguem ouvi-la. Estão sempre reclamando disso ou daquilo que fulano disse e não param pra perceber ou até analisar se aquilo é real.

Depois de pensar muito (cinco minutos) sobre tudo isso, eu percebi que essa minha fase de “digo mesmo, porra”, vai demorar a calhar.

E seguindo esse ritmo, depois de pensar sobre tudo que já ouvi, vi e que foi realmente desnecessário e infantil, eu percebi que a tolerância e a paciência são dádivas. É claro que várias amigas já tinham dito isso com uma certeza soberana. Mas eu, claro, incumbida de manter a ética (eu escrevi isso mesmo?) e ordem, mantenho a calma.

É claro que não posso deixar de citar que tem sido realmente oneroso conversar com (a maioria das) pessoas. Elas ouvem mal, falam mal (literalmente) e pensam pior ainda.

É engraçado como é certa aquela frase que diz que a verdade dói. Já imagino quantos corações pararam só de perceber que se encaixam no perfil...




ps.: a imagem foi carinhosamente escolhida para descrever um belo movimento a favor de calar mentes sem noção.

3 comentários:

lu disse...

Sinto que sua gigante paciência está diminuindo..não deixe ela ir embora, é triste ;~ Não queira jamais virar uma dinamite..feito eu ¬¬ Por isso, corra atrás e não deixe seu precioso dom fugir ^^
Se eu for listar os motivos pelo qual minha bomba-relógio explode, não termino hoje e alguns são tão babacas que nem merece explosão alguma..mas é involuntário e a vontade de enfiar a unha na jugular de alguém é absurdamente grande..pessoas comuns, ignorantes e sem noção estressam, por isso o melhor é se afastar e transceder HUAHIAHUIAUHA

lucianosousa disse...

ultimamente a sinceridade tem sido minha companheira...
pessoas usam e abusam de você e tu não fará nada?
acho difícil conseguir isso...

bem, o "ignorar" também calha, mas, quando não se quer "perder" a pessoa a gente é obrigado a dizer algumas coisas para ver se elas se tocam...

adaptando isto ao seu comentário no meu blog eu lhe digo:
se eu me importasse com tais merdas que as pessoas tem feito por aqui eu iria dizer uns bocados...

tipo, estou cansado disso, correr atrás e não receber nada de volta...

Zeppelin disse...

Tem uma frase que diz mais ou menos "Se as pessoas pudessem ouvir os pensamentos uns dos outros, ninguém mais se falaria na rua".

Acho que se aplica.